O feminismo é para todos?

0

Tools | Março 10, 2022

Sim! O feminismo é para todos!

Mas antes de entender o porquê disso, precisamos compreender o que é o feminismo.

Organizado e protagonizado por mulheres, estudos apontam que o feminismo surgiu no século 18 com um objetivo central, a conquista por igualdade de gênero.

Em 1791, na França revolucionária, a dramaturga Olympe de Gouges organizou, junto de outras mulheres, uma célebre declaração em resposta à Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão, documento símbolo da Revolução Francesa. A Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã defendia a necessidade de equiparação dos direitos sociais, políticos e jurídicos entre homens e mulheres. Em 1793, Gouges foi sentenciada à morte devido a oposição ao sistema político.

Ao longo da história o movimento foi marcado por três momentos importantes. O primeiro momento data do período entre o fim do século 19 e meados do século 20, em que era reivindicado o direito do voto para as mulheres. O segundo, entre as décadas de 60 e 70 do século passado, conhecido como uma fase de luta pelos direitos reprodutivos e discussões acerca da sexualidade. E o terceiro, nos anos 90, em que a ideia da interseccionalidade entrou em pauta e ressaltou a importância de debater as diferentes opressões, relacionadas a etnia e classe social, por exemplo.

Contudo, ao longo dos anos o objetivo central continuou sendo o mesmo, a conquista por igualdade de gênero! Se você acredita que homens e mulheres devem ter os mesmos direitos, devem ocupar os mesmos cargos e ganhar os mesmos salários, devem ter as mesmas oportunidades, devem ter a possibilidade de ir e vir para qualquer lugar sem medo, você acredita no feminismo.

Mesmo sendo um movimento estruturado por mulheres, não é necessário ser mulher para apoiá-lo. As pessoas podem e devem participar. Mas como? Sendo empáticas, reavaliando posturas, se opondo diante de atitudes machistas e cobrando ações afirmativas em prol dessa luta. Afinal, o bem é sempre para todas e todos!


Breve descrição da escritora:

Carrubla é psicóloga e está na Daitan há 5 anos. Iniciou na área de Talent Acquisition e agora faz parte da área de Corporate Values & Well Being, realizando acompanhamento das pessoas que fazem parte da empresa e apoiando e executando ações voltadas para integração, saúde mental e diversidade e inclusão. Além disso, é integrante do Comitê CORE - Respeito, Diversidade e Inclusão.


Referências

One Step Closer

Fill Out Later